78 anos da Junta de Missões Nacionais

//78 anos da Junta de Missões Nacionais

A JUNTA DE MISSÕES NACIONAIS tem uma nova composição para a honra e glória do senhor Jesus. Uma nova Assembleia, uma base no Nordeste, uma em Campinas e futuramente em Brasília. Além do Rev. Mariano como supervisor foi convocado o Rev. Hamilton como novo supervisor de campo que estará liderando uma nova Base no Nordeste. Também a JMN convidou o Rev. Carlos Aranha Neto como um missionário de Base e estará em Campinas atendendo nossos missionários que estão espalhados em todo o país. Queremos ainda envolver as igrejas organizadas para que participem dos novos projetos de plantação de igrejas em todo o país. Mas porque envolver igrejas?

Christian A. Schwarz, em seu livro “O Crescimento Natural da Igreja” publicado pela Editora Evangélica Esperança, defende um pensamento que deve inspirar toda a liderança e membrezia das igrejas do Senhor Jesus. Ele afirma não existir uma receita ou fórmula para que haja crescimento, e, os que assim acreditam vão se decepcionar.

Russel Phillip Shedd, um dos grandes teólogos do nosso tempo, ao escrever o prefácio do livro de Schwarz, afirma que toda igreja tem um potencial natural e se ela receber as condições necessárias terá saúde e, assim sendo, crescerá automaticamente e como resultado reproduzirão.

Com o passar do tempo as igrejas têm assumido formatos diferentes: igrejas teatros, igrejas, eventos, igrejas clubes, igrejas tradicionais, igrejas libertadoras, com vários formatos litúrgicos e com uma diversidade de cores denominacionais. A maioria destes formatos se afastam do modelo bíblico. Ed Hayes, em seu livro: “Igreja, o corpo de Cristo no mundo de hoje” afirma que até o modelo terapêutico, alicerçada no poder curador do evangelho, tem se afastado muito e se aproximado de teorias psicoterapêuticas oferecidas pelas ciências sociais, denominado pelo autor de “Substitutos Sintéticos.” Cremos em um Deus soberano e suficiente e que o futuro da igreja pertence a Ele, porém Ele nos escolheu para escrever a história de sua igreja aqui na terra, até que Ele volte. Ele é o Senhor da história, mas nos chamou para escrever cada minuto dela. Fomos envolvidos nesta tarefa, que a é missão da igreja de Deus. O Livro de Eclesiastes em seu capítulo onze, verso primeiro, nos exorta: “Lança teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás.” É necessário semear de várias formas e com o passar do tempo veremos e outros verão o resultado desta semeadura, se foi com boas sementes ou não.

Neste capítulo, o autor, inspirado pelo Espírito Santo, diz: “Semeia pela manhã a tua semente e à tarde não repouses a tua mão, porque não sabes qual prosperará; se esta, se aquela ou se ambas igualmente serão boas.” (11. 6). O problema é que a maioria das sementes são boas para brotar e muitas delas não produzem árvores com bons frutos. A exortação é que devemos semear sempre e que sejam sementes escolhidas.

A Junta de Missões Nacionais da Igreja Presbiteriana do Brasil há setenta e oito anos tem semeado boas sementes e plantado igrejas nos estados da nossa federação, sendo que muitas já se organizaram e têm produzido outras filhas para a glória de Deus. O desafio de semear em todo o território nacional tem sido colocado como uma prioridade da JMN. Muitos projetos estão sendo preparados para que as igrejas, presbitérios e sínodos possam conhecer e formar parcerias neste santo plantio.

“Lança o teu pão sobre as águas e depois de muitos dias o acharás.” Ec 11.6

Os campos atuais serão oferecidos para que igrejas que estejam próximas possam assumir a paternidade deles e com isto incentivar para que a organização deste campo missionário em igreja aconteça com mais rapidez. Estamos ainda lançando como alvo ter oitenta novos campos nestes próximos dois anos, quando a JMN completará oitenta anos de organização. Lançamos ainda o desafio de construir vinte novos templos em 2019, para que campos missionários, que já estejam em condições de se organizarem em igrejas, mas que ainda não tem um templo de adoração e evangelismo possam se organizar e se tornarem independentes. Da mesma forma desejamos construir casas pastorais para aliviar as despesas para a nova igreja.

Estamos contando com todas as igrejas no Brasil, pedindo que coloquem em seus orçamentos, para o próximo ano, verbas para que participem da plantação de novas igrejas nos lugares mais distantes como o Norte, Nordeste, Centrooeste e demais regiões. Todos devem assumir com a alegria o privilégio e a responsabilidade que o Supremo Concílio da IPB colocou sobre os ombros da JMN. Não descanse, semeia pela manhã esta santa semente e a tarde não repouse a tua mão, envolva a sua igreja neste Projeto de Deus.

 

Rev. Obedes Ferreira da Cunha Júnior

2018-10-19T16:01:34+00:00

Junta de Missões Nacionais

Junta de Missões Nacionais da IPB


Plantando Igrejas Presbiterianas pelo Brasil

A Junta de Missões Nacionais da Igreja Presbiteriana do Brasil trabalha para cumprir a missão que o Senhor Jesus deu a todos os cristãos. Estamos engajados no compromisso de proclamar o Evangelho de Jesus Cristo em todos os cantos do Brasil.

Contato

Sede (escritório):
Expediente: segunda a sexta das 8h30 às 17h30.
 
R: Dr. Lourenço Granato, 79 – Jd. Lúmen Christi
CEP: 13.092-205
Caixa Postal 1042 – CEP 13.012-970
Campinas – SP

Fone/Fax: (19) 3294-1190 / 3368-5648
8259-2929 / 8259-3029
E-mail: jmn@ipb.org.br



Artigos para revista Ação Missionária:
revistajmn@ipb.org.br
Currículos: curriculosjmn@ipb.org.br
Artigos para o site: sitejmn@ipb.org.br
Secretário Executivo: executivajmn@ipb.org.br