Junta de Missões Nacionais

Junta de Missões Nacionais da IPB


Plantando Igrejas Presbiterianas pelo Brasil

A Junta de Missões Nacionais da Igreja Presbiteriana do Brasil trabalha para cumprir a missão que o Senhor Jesus deu a todos os cristãos. Estamos engajados no compromisso de proclamar o Evangelho de Jesus Cristo em todos os cantos do Brasil.

Contato

Sede (escritório):
Expediente: segunda a sexta das 8h30 às 17h30.
 
R: Dr. Lourenço Granato, 79 – Jd. Lúmen Christi
CEP: 13.092-205
Caixa Postal 1042 – CEP 13.012-970
Campinas – SP

Fone/Fax: (19) 3255-5648 / 3368-5648
8259-2929 / 8259-3029
E-mail: jmn@ipb.org.br



Artigos para revista Ação Missionária:
revistajmn@ipb.org.br
Currículos: curriculosjmn@ipb.org.br
Artigos para o site: sitejmn@ipb.org.br
Secretário Executivo: executivajmn@ipb.org.br

Campo Missionário de Ventania-PR

Home/Notícias do Campo/Campo Missionário de Ventania-PR

Trabalho sério e comprometido com a evangelização.

Conta a história que, em meados de 1870, um forte tufão varreu a região da Fazenda Fortaleza, que logo passou a ser conhecida como Invernada de Ventania. Em 1892, o castrense Francisco Pinheiro das Chagas comprou essa fazenda e, com o passar do tempo, passou a assinar seu próprio nome como Francisco Chagas Ventania, permitindo que seus descendentes também ficassem conhecidos por esta alcunha, que se transformou em sobrenome oral. Assim, a região ficou conhecida como Ventania e na sua emancipação não poderia ter adotado outro nome.

Em 2006, a Cia. de Energia Elétrica convidou-me para trabalhar neste município como eletricista. Eu era membro da IPB de Jaguariaíva, cursava teologia e sentia o chamado pastoral cada vez mais forte no meu coração. Vim para Ventania com o desejo de conhecer pessoas, criar relacionamentos e no tempo de Deus iniciar um trabalho presbiteriano aqui. Em 2007, reencontrei uma amiga gaúcha, Ludiane Lizane Peruzzo, que não a via há cinco anos. Ela tinha o sonho de ser missionária. Nos apaixonamos e em março de 2008 nos casamos. Tínhamos um desejo em comum de servir ao Senhor na obra e em junho iniciamos os cultos no nosso lar, com o apoio da IPB de Telêmaco Borba. Eu trabalhando na COPEL, ela no SICREDI e nas horas vagas visitávamos as pessoas que queriam conhecer o evangelho, realizávamos estudos bíblicos e cultos nos lares.

Em 2009, o grupo havia crescido e locamos um salão para realizar os cultos. Em 2010, recebemos a ajuda de um missionário e começamos a discipular muitos adolescentes. Nesta época, a Igreja já tinha um grupo de 30 pessoas aproximadamente. Em 2011, o missionário que nos ajudava precisou ir embora e nosso primogênito estava para nascer. Decidimos que era o momento do meu desligamento da COPEL e dedicar-me exclusivamente ao ministério, já que o rebanho crescia e precisava de mais cuidado. No dia 5 de maio de 2011 passamos a viver somente com a renda de minha esposa, no dia 27 nasceu nosso filho. Poucos dias depois, surgiu a oportunidade de adquirirmos um terreno para construção do templo. Os dízimos arrecadados durante os três anos de trabalho podiam pagar um terço do valor do referido imóvel. Unimos alguns bens particulares que possuíamos e compramos o terreno e a casa pastoral para a Igreja.

A Junta de Missões Nacionais fez uma parceria com a IP de Telêmaco Borba, para o plantio de uma Igreja na cidade de Ventania, assim auxiliando financeiramente o campo.

Em abril de 2013 foi inaugurado o templo da Congregação Presbiteriana em Ventania. Em dezembro de 2014, conclui os trabalhos acadêmicos requeridos pelo Presbitério e fui ordenado ao sagrado ministério. Nesse tempo, vimos adolescentes crescerem na fé, amadurecerem, casarem e se tornarem membros ativos e frutíferos na Igreja. Tivemos a bênção de acompanhar uma adolescente, a quem evangelizamos em 2009, discipulamos e a vimos crescer na fé pouco a pouco.  Ela sentiu o chamado para a obra missionária, e em 2015 a enviamos para seu preparo teológico no IBN.

Hoje o campo tem 34 membros comungantes e um grupo médio de 70 pessoas envolvidas no trabalho, famílias inteiras sendo discipuladas, crianças participando da escola dominical e das escolas bíblicas de férias, um grupo de dez mulheres sendo discipuladas e orientadas para ensinar o evangelho às crianças, casais participando mensalmente de encontros para entender o casamento à luz do evangelho e muitas pessoas da cidade sendo cuidadas pela Igreja. Como Pastor, sou frequentemente procurado para aconselhar pessoas que não participam da nossa igreja, mas podem ouvir o evangelho e ter a semente plantada em seus corações. Hoje vivemos um momento muito especial. Esperamos a chegada da nossa segunda filha, a Cecília.

As pessoas da cidade reconhecem e admiram o trabalho que realizamos aqui. Muitos pais mandam seus filhos para as programações, mesmo sendo de outras religiões. Temos muita abertura dentro das casas, das escolas, das instituições públicas e dos comércios. Somos frequentemente chamados para dar palestras e aconselhamentos nestes espaços.

Pedimos oração pela organização do campo em Igreja, pois ainda faltam recursos financeiros. Pelo amadurecimento do grupo que já professa a fé em Jesus e para que mais ventanienses conheçam a graça e a salvação pela fé em Jesus.

 

Rev. Ramonn Ribas Vitória

2017-05-17T18:18:05+00:00